Família Medeiros > história da família

Site criado em 01/08/2013
http://www.familiasdobrasil.com.br/medeiros
Plano: Pacote Gratuito - Validade indeterminada
Fundador: Roberto de Medeiros Farias Filho
Casal raíz: D. Diniz (1279) e Isabel de Aragon (1271)
Local de referência: Bragança - Bragança - Portugal
Site fora do portal: http://pt.wikipedia.org/wiki/Medeiros_(apelido)

51 membro(s) cadastrado(s)

 

 

Familia portuguesa que parece ser natural do lugar de Medeiros ,latitude Norte 41û 48' 00" , longitude Oeste 7û 47' 00" , na freguesia de Vila de Chã, no concelho de Montalegre, distrito de Vila Real.
O 1º de que temos conhecimento é Rui Gonçalves de Medeiros, que viveu em Évora, em tempo de D. João I, foi seu partidário, e com o povo expulsou do Castelo de Évora o alcaide, Alvaro Mendes de Oliveira, por ser partidário do rei de Castela e de sua mulher,D.Brites, filha do rei D.Fernando e de D.Leonor Teles. Foi casado e teve geração. Querem os genealogistas que Francisco de Medeiros,casado com Helena Barros Pereira, que foi secretário da Casa da India, seja seu filho, o que cronologicamente não nos parece possível. Quando muito, se houve ligação familiar, julgamos possivel ser neto ou bisneto. Era irmão de Francisco Medeiros, o Padre Gonçalo Medeiros (m. Lisboa , 4.4.1552). Era natural de Freixo de Espada `a Cinta. Considerado de grande perfeição e virtude, foi o 1º padre que em Portugal vestiu o hábito da Companhia de Jesus, tendo sido confessor do rei D.João III e da rainha D.Catarina. Vivia em Bragança,em 1711, João Lourenço Medeiros, natural de Tinhela que, segundo uma habilitação de genere de 1693, tomou posse do cargo de coadjutor e sucessor do conego Francisco Cabral de Aragão, da sé da mesma cidade. Era filho de Afonso de Medeiros Teixeira, de Tinhela, e de D. Maria Loureiro de Mesquita, dos Cortiços , neto paterno de João de Loureiro de Mesquita, dos Cortiços, e de sua mulher D.Filipa Buiça, de Miranda do Douro.

Não temos conhecimento se teve qualquer ligação de família com os anteriores. Um ramo da família Medeiros,passou à madeira e aos Açores, Rui Vaz de Medeiros, que viveu no tempo do capitão Rui Gonçalves, era natural de Ponte de Lima ou de Guimarães. Tendo fugido da casa paterna, foi, primeiro,para a Madeira, onde casou com uma filha de um nobre cidadão, chamado Jorge de Mendonça. Depois passou com sua família aos Açores, tendo fixado residência na ilha de S. Miguel, onde lhe foram doadas muitas terras, de sismaria, no termo da vila de Lagoa. Com geração.

antes de 1538 - Ramo dos Medeiros com origem em São Vicente, descendentes de Amador de Medeiros nascido antes de 1538.
1538 - Sobre a sesmaria de Manoel Lopes de Medeiros),citando Pedro Tomo Vol.II,pag.267, temos o seguinte:...um dos nobre povoadores da vila de Sao Vicente pelos anos de 1538...e lhe foram concedidos por sesmaria todos os pontos devolutos, pelo caminho velho da antiga vila de Santo Andre, Rio Jarobatiba, continuados ao longo do Tamanduatihi, ateh o Tejucuçu, como se ve no cartorio da provedoria da fazenda real, no livro de registro das datas de sesmarias,tit.1562,numero 1,pag.161.
antes de 1600 - Ramo dos Medeiros com origem em São Paulo , descendentes de Catharina de Medeiros nascido ao redor de 1600.

antes de 1651 - Ramo dos Medeiros com origem no arraial de Tripuí , depois Vila Rica , hoje Ouro Preto, descendentes de Antonio Rodrigues de Medeiros nascido ao redor de 1651.
1695-1708 - Território de Minas Gerais, autoridades com exercício local.
1695-1702 Carlos Pedroso da Silveira, 1º guarda-mor geral, Provedor dos Quintos da

Casa de Fundição de Taubaté, tendo por guarda-mor das Minas do Sertão de Cataguases ( Ouro Preto, Antônio Dias):
1º) José de Camargo Pimentel (1696-1698);
2º) Garcia Roiz Velho (1698-1699);
3º) Manuel Lopes de Medeiros (1699-1700);
4º) Domingos da Silva Bueno (1700-1708)"